Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por Carla Hilário Quevedo, em 28.12.05
Eu hoje acordei assim...

Image Hosting by PictureTrail.com
Grace Kelly

... por vezes, penso no soldado que descobriu Saddam Hussein naquele buraco em Ti Ki e nas angústias que deve ter sentido por não poder resolver o assunto logo ali. Agora temos um doido varrido a gritar com as testemunhas porque não o tratam por Presidente do Iraque. É nestas alturas que penso como a loucura está associada à maldade. Não, com certeza, nem sempre, mas falo, sobretudo, da psicopatia ou da sociopatia. Porque, por exemplo, Monk é um obsessivo-compulsivo que não faz mal a ninguém. Pelo contrário, resolve casos estranhos e difíceis, porque está tão anormalmente atento a pormenores que escapam ao comum dos mortais. Também House tem ali um problema qualquer, além daquela perna, que o obriga a tomar analgésicos a toda a hora. Bom, será mais misantropia do que propriamente uma doença mental. Já Allison DuBois, para qualquer pessoa "normal" é uma verdadeira freak. Mas resolve tudo, às vezes, antes mesmo de acontecer. São loucos que resolvem problemas aparentemente insolúveis, que salvam vidas, que descobrem as coisas mais inacreditáveis. Mas, enfim, Saddam é um psicopata. Um psicopata é diferente de um obsessivo-compulsivo. A loucura e a maldade... A estupidez e a maldade... Nem sempre virão juntas. A vida não é assim tão simples. Embora, em certos casos, seja tão absolutamente clara.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:44