Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por Carla Hilário Quevedo, em 12.04.04
Há uns tempos vi Audition, de Takashi Mike. Um flime surpreendente que me ficou na memória. Após sete anos de viuvez, um homem, com um filho quase adolescente, tenciona casar novamente. Aproveita a empresa produtora de cinema de que é proprietário para fazer audições a candidatas para um suposto filme, mas cujo objectivo é o de encontrar a sua nova mulher. Os critérios são os de sempre: tem de ser jovem (entre os 20 e os 30), bonita, tradicional, obediente e culta, porque, segundo diz o interessado, "a cultura dá autoconfiança e a autoconfiança traz felicidade". A escolhida é uma rapariga belíssima, bailarina clássica em miúda e assassina de homens com requintes de sadismo. E assim vemos uma teoria perfeitamente credível e respeitável a ir por água abaixo.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 00:28