Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por Carla Hilário Quevedo, em 11.04.04
Etimologia hebdomadária



A palavra para hoje, e que está deitada na maca à espera no corredor há uma semana, é pedofilia. Com um simples corte, ficamos com pedo de um lado e filia do outro. Ora pedo - do grego paidos - significa criança. Agora já sabem que palavras como pedopsicologia (vocábulo supergrego) ou pedagogia (mais grega esta palavra não podia ser) têm crianças ao barulho. Filía é uma palavra difícil de traduzir. É amizade e amor. As duas coisas juntas e separadas. Mas filía é bom; é sempre bom.



A junção dessas duas palavrinhas inocentes parece ser da responsabilidade dos ingleses (segundo diz o meu dicionário). Duas coisas boas tornadas numa hedionda. Podia falar do que diz Foucault e desculpar os gregos que não viam a sexualidade da mesma forma que nós, hoje. Para os Antigos tanto fazia: homens, mulheres, miúdos, miúdas. Pois era. E se pensarmos bem não é assim tão chocante. Nós é que temos a mania das culturas superiores e esquecemo-nos de que aquilo era o início da civilização ocidental. Apenas isso: o início. Enfim, não vou falar de Foucault. Mas sugiro que leiam o segundo volume da História da Sexualidade (por causa da Antiguidade Clássica). Desculpem-me a preguiça.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:44