Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por Carla Hilário Quevedo, em 02.09.03
Leio no Contornos um texto divertidíssimo: "Tenho medo de poesia porque é um campo em que se torna mais fácil sermos iguais a toda a gente. Não é um medo idiota?" Bom, se interpretarmos isso à letra, claro que sim, porque a poesia começa por não ser um campo e daí para a frente então é uma loucura pegada. Percebendo que esta frase é literária, continua a ser um medo idiota, porque é bom sermos iguais a toda a gente. Sobretudo àquela que é igual a nós. Um beijo de boas-vindas à blogosfera e parabéns pelos escritos, que são tão, tão bons.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:50