Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



...

por Carla Hilário Quevedo, em 29.04.04
Expressões e palavras a abandonar (reacções)



- O opiniondesmaker (mais conhecido por bendito menino) quer negociar a ortografia de obsessão e quer passar a escrever "obcessão", como escreve "explendor" e não "esplendor". O Rebelo Gonçalves diz em letrinhas pequeninas no Tratado de Ortografia: "Façam-se excepções de ortografia para o opiniondesmaker, mas se o bendito menino começar a abusar, que lhe sejam cortadas as benesses". Por isso, permission granted. Mas "reinventar" não está permitido! Então o que é isso de inventar outra vez? Tem razão o bendito menino quando diz que "prenda" é por vezes melhor que "presente". "Que rica prenda" ou "saíste-me uma rica prenda" foram frases que muito ouvi na minha adolescência. Autorização especial concedida. Mas veja lá! O abuso de prenda leva é foleirada suprema. Já "como eu costumo dizer" é de uma cretinice nauseadora. Igualmente péssimas são as expressões, "como eu escrevi no artigo tal", "como eu digo", "eu sempre disse", "digo eu" (sugerido pelo Luís), "é o que eu digo" e afins. Crematório com elas!

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:28