Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Absorvidos

por Carla Hilário Quevedo, em 22.07.14

António Costa disse há dias em Coimbra que «aquilo que nós temos a mais não são licenciados; aquilo que temos a menos são empregos qualificados capazes de absorver». Nunca percebo muito bem a linguagem dos políticos, que oscila entre a declaração, a queixa e a expressão de uma vontade, por isso gostaria que Costa esclarecesse a sua ideia de solução para um problema importante. Ninguém duvida que o desemprego, sobretudo o de longa duração, é um dos problemas mais sérios que o país enfrenta. Mas a solução deixou de poder ser dada pelo Estado, pelo menos na medida em que tem sido dada até hoje. A palavra que faz soar alarmes é aquele ‘absorver’. Absorver onde? Nas empresas privadas, a grande maioria afogada em impostos e taxas? Não creio que fosse essa a preocupação do candidato socialista a candidato. Estará a pensar de novo no Estado como o principal empregador em Portugal? Se for esse o plano, estaremos perante uma nova catástrofe em breve. 

 

Publicado na Tabu, Cinco Sentidos, 18-7-14

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:25