Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Ameaça e alerta

por Carla Hilário Quevedo, em 09.04.14

O triunfo da extrema-direita nas eleições autárquicas francesas é uma má notícia, embora previsível. Não vale a pena repetir que os extremismos reaparecem quando o dia-a-dia das pessoas é pontuado pelo desespero. Espero que os partidos democráticos acordem da indiferença social na Europa. Também me preocupa a táctica usada por Marine Le Pen nos últimos anos. Mudou o nome do partido de Front National para Rassemblement Bleue Marine. Reuniu-se com a comunidade judaica e afirmou que, ao contrário do que promovia Le Pen pai, o FN condena o Holocausto. Ameaçou processar os que a associem à extrema-direita. Todas estas acções deram os seus frutos. Mentir em política é um dado adquirido. Não esqueçamos que é raro uma promessa eleitoral ser cumprida e que isso também conta como mentira. No caso de Le Pen, a mentira pode ser maior ou pior ou mais difícil de reverter. Esperemos que este resultado não seja afinal mais do que o que dizem por aí: um alerta.

 

Publicado na Tabu, Cinco Sentidos, 4-4-14

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:10