Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Contágio emocional

por Carla Hilário Quevedo, em 08.07.14

O estudo de manipulação de emoções pelo Facebook parece uma ideia estapafúrdia, mas talvez não o seja realmente. Afinal de contas, para que serve o Facebook? Para vender, publicitar, vender. O que interessa a muitos utilizadores que por lá navegam na sua ingenuidade de publicação de fotografias de férias é irrelevante. A experiência aconteceu mesmo. O Facebook baralhou os feeds de 700 mil utilizadores e manipulou aquilo que lhes interessava que vissem, manipulando as suas emoções, expondo-os a posts alegres ou tristes conforme a sua vontade de testar reacções. O objectivo consistia em verificar como reagiam a posts alegres dos amigos, por exemplo. Ao que parece, houve uma menor quantidade de cliques durante a exposição à felicidade. O estudo realizado por investigadores de Cornell e da Universidade da Califórnia foi realizado sem o consentimento dos visados. A quantos estudos do género estaremos a ser sujeitos? Como sabotamos os resultados?

 

Publiacdo na Tabu, Cinco Sentidos, 4-7-14

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:35