Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



¡Viva el Rey!

por Carla Hilário Quevedo, em 11.06.14

A abdicação do Rei Juan Carlos já era esperada, não apenas por causa do seu estado de saúde, que tornava cada compromisso público uma verdadeira tortura física, mas também por circunstâncias pessoais. A famosa história da caça ao elefante despertou o amor pelos animais num país de corridas de touros. As indiscrições extraconjugais ofendiam uma opinião pública, que via a Rainha Sofia como uma santa. O escândalo financeiro da infanta Cristina e do marido Urdangarín manchava um reinado feito com responsabilidade e honestidade e a popularidade do herdeiro começava a fazer sombra a um Rei cada vez mais impopular. Foi uma decisão sensata, digna de um bom Rei. Apesar das más línguas, Juan Carlos faz parte da história democrática espanhola, contrariando os maus augúrios aquando da sua entronização. Por mim, que gostei dele, guardarei a lembrança de ter dito o que muitos não se atreveram a dizer ao insuportável Hugo Chávez: ‘¿Porqué no te callas?’. Memorável.

 

Publicado na Tabu, Cinco Sentidos, 6-6-14

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:22